terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

LE MANS 1969 - #1

Se você gosta da corrida de Le Mans, essa série não dá para perder. Ela tem de tudo: entrevista com os pilotos da época, um resumo das principais equipes - onde se vê a Porsche como sempre querendo burlar o regulamento - e o melhor da festa uma volta com Cris Amon ao volante de um Ford GT40 freguês antigo da Ferrari. Atenção porque são quatro vídeos imperdíveis.


(dica do Zullino que meno male é palestrino roxo)

7 comentários:

SAHIB disse...

Tenho esse filme em VHS..."A Volta Fatal"...eu tenho o vídeo completo, a Porsche depois de tanto esforço para competir com as baratas novas e cheias de pinduricálios, perde na última volta, na chicane de acesso a reta dos boxes...e foi uma constante na corrida.
Mais do começo, rapidinho, data:14 e 15 junho. Apenas cinco GT40s na corrida neste ano. Dois outros foram inscritas, mas não conseguiu fazer o seu início (será que um deles era o do Alcides Diniz, que atualmente está na Europa tentando ser negociado). Os carros inscritos pela JWA eram os mesmos carros do ano anterior e não eram esperados para serem competitivos, mas tinham um a puta resistência. Mais o detalhe que impressiona, é que o Ford GT 40 da dupla Jacky Ickx/Jackie Oliver, saiu em último e terminou em primeiro, um feito e tanto para a equipe e a marca em Le Mans...o GT 40 da equipe, terminou em terceiro, com a dupla, David Hobbs/Mike Hailwood, é isso!

Gilles 313 disse...

A Porsche não burla o regulamento...adequa-o as suas necessidades...

Roberto Zullino disse...

Le Mans tem umas maluquices deliciosas. Num desse anos, deram a vitória para o Ford que saiu lá atrás e chegou um pouquinho atrás do outro coitado que liderou um tempão.
A francesada argumentou que como o carro saiu bem lá atrás e chegou apenas um pouquinho depois, o mesmo percorreu uma distância maior em 24 horas, bando de doidos, esqueceram que a corrida começa e termina na linha.

Gilles 313 disse...

Dá pra imaginar o numero de situações que rolam em 24 horas de corrida, quanto mais no templo de Le Mans. Tudo levado a exaustão, carros, mecanicos, pilotos, engenheiros.

Tentei as 24 de Nurburgring esse ano e não consegui (pelo regulamento vc tem que fazer ao menos 2 corridas lá no período de 1 ano antes de ter sua inscrição para as 24 aceitas)e sonho com Le Mans.

vitão disse...

o GT-40 foi a úlcera do Enzo, ele mesmo falava nos "meldetos ianques" ....depois dele a Ferrari nunca mais foi a mesma , e saiu çom a 312-P , que 'so correu porque a FISA ( FISA mesmo, depois explico) era muito frouxa com o commendattore....

Juliano "Kowalski" Barata disse...

Interessante o comentário do Vic Elford sobre o Porsche 917... "it wanders all over the road", ou seja, o carro não andava reto quando desenvolvia velocidade.

A perda de estabilidade direcional, nesse caso, me parece estar associado a um problema aerodinâmico dos 917 de cauda longa: o design dele criava uma zona de baixa pressão na parte de cima da carenagem, a partir do motor, até a traseira.

Com isso, havia um problema de sustentação aerodinâmica no eixo traseiro, e com menos aderência nos pneus traseiros, o carro perde estabilidade direcional.

Juliano "Kowalski" Barata disse...

Ah sim... e o entre-eixos relativamente curto (em relação à carroceria) do 917 só piorava essa situação...