segunda-feira, 27 de outubro de 2008

CHEVROLET CORVETTE 1956

Se eu pudesse ter uma Corvette, esse seria o meu modelo escolhido. Ela me traz boas lembranças das férias no Guarujá. No final da década de 60, era nesse canto da praia de Pitangueiras, ao lado do Morro do Maluf, que nós ficávamos. Um tempo bom que não volta mais e que ao lembrar dá uma puta nostalgia.


O Guarujá nessa época lembrava uma cidade do interior. Todo mundo se conhecia e se encontrava. Era curioso. Uma turma que se encontrava uma vez por ano nas férias. Meu primeiro hamburger foi lá - tremenda novidade.
O Mister Corvette - um cara que obviamente só andava nesses carros- todo ano aparecia com um modelo novo. A garotada ficava curiosa para saber com qual ele apareceria. Bem mais velho, rico e bonitão, as meninas só tinham olhos para ele. Parado com esse carro na porta do cinema novo, era uma covardia.
Ah, se inveja matasse, aquele FDP não duraria muito!
(reprodução)

3 comentários:

Primo disse...

Fica tranquilo. Fiquei sabendo q ele ta solteiro e nao tem filhos...já pensou o q Marta vai falar dele...??? rssss

Buonanno disse...

Ainda mais depois da surra que ela levou. huahuahuahua

yatyr disse...

Belissimo carro! É um dos que eu gostaria de ter.