sexta-feira, 14 de novembro de 2008

MICOS

Em 1999, os escritores Dave Freeman e Neil Teplica publicaram o livro Cem Coisas para Fazer Antes de Morrer que é uma lista das coisas que devem ser feitas no caso de você querer morrer feliz – se é que isso é possível.
Num caso típico de humor negro, recentemente Mister Freeman caiu da escada na sua casa e morreu aos 47 anos, sem ter completado nem metade da sua própria lista.
Percebendo que uma lista como essa só serve para deixar você deprimido, o crítico literário Sam Jordison contra-atacou escrevendo o livro Cai Fora! 103 coisas para Não Fazer Antes de Morrer que deixa você livre e solto para NÃO fazer as 103 coisas e mesmo assim não ficar ansioso. Vamos a algumas delas:

VISITAR O TAJ MAHAL - Segundo o escritor, na área do mausoléu, o rio cheira mal, o calor é insuportável, há mendigos por toda parte e turistas demais, tirando fotos que com certeza serão piores do que os cartões postais vendidos por lá mesmo.
CONHECER VINHO – São tantas opções, combinações e tipos que é mais fácil seguir a frase atribuída ao Senhor Robert Parker. Disse ele que: “O melhor vinho do mundo é aquele que você gosta”. Se ele, que é considerado o melhor crítico de vinhos do mundo, falou isso, quem somos nós para discordar? A outra boa tática é escolher o vinho pelo preço. Nesse caso, os mais caros são os melhores. Sinto muito.
LER GUERRA E PAZ – Ou Ulisses ou a Ilíada. Sem dúvida nenhuma são obras de arte, mas ninguém é obrigado a ler suas centenas de páginas se for para se aborrecer. No caso, leia o Comparsas do Blog que será muito mais divertido.
COMPLETAR UMA MARATONA – Por que não caminhar no Parque, correr na esteira ou passear na Av. Paulista, por exemplo. Outro dia li que uma ultramaratonista, mãe de dois filhos, correndo uma maratona de mil quilômetros (!!!) teve, quase ao final da prova, uma bolha no pé. Sem querer abandonar a corrida, continuou seu calvário até o final. Devido ao tremendo esforço, a “inocente” bolha acabou virando uma fasceíte bacteriana que só por um milagre não causou a amputação do pé ou a sua morte. O mais chocante é que quem escreve a reportagem diz que “é duro, mas, às vezes, a busca do prazer e da glória, da satisfação e da alegria, derruba nossos escudos com mais vigor que qualquer bactéria comedora de carne. Na hora é maravilhoso.” Realmente essa não deu para entender.
PÔR EM PRÁTICA O KAMA SUTRA – Ou fazer sexo na praia, ou no avião ou na cozinha. Vamos ser sinceros. Essas coisas só funcionam no cinema. Na hora do “vamô vê” ou você dá um mau jeito nas costas, ou bate a cabeça na torneira ou escorrega e quebra aquele vaso caríssimo. Nesse caso, nada melhor que o tradicional quarto do casal com a sua querida cama.
VIAJAR SEM GRANA – A quem você quer enganar? Viajar sem grana é uma merda. Hospedado em um albergue (argh!), comendo mal e sem poder comprar nada eu pergunto: Não seria melhor ficar no conforto do seu lar?
A lista é extensa, mas fique a vontade para incluir nos comentários o que você considera um verdadeiro mico.
(reprodução)

8 comentários:

Primo disse...

Vamos enriquecer essa lista...
ASSISTIR UMA CORRIDA ´´CAFE GP´´

Buonanno disse...

Ô primo,

Assistir corrida no Café GP não é mico não. Só se você sentar do lado de torcedor da Mclaren.

Primo disse...

mas nao falei como mico nao...falei com algo que o cabra tem q fazer na vida mesmooo...

vitão disse...

comprar um jeguinho de modena. Isso é mico certo, no bolso (custa caro e a manutenção é astron6omica), vão pensar que você é novo rico, tipo jogador de futebol ou pagodeiro, e no fim ainda vai trombar com Corcel em Cascavel e empurra o carro com falta de combustível. Compre uma Lambo ou da nossa subusdiária de Sttugart, a Porsche, que você estará muito melhor servido.

SAHIB disse...

hiiiiiii...Café GP na fita...sei não!

regi nat rock disse...

ganhar livro do Paulo Coelho pra poder encontrar o "eu" interior. Pior ainda é lê-lo...Melhor que isso é sentar na cadeira ohando pra parede esperando a tinta secar.

Buonanno disse...

Régi matou a pau. Ler Paulo Coelho ninguém merece. hahahaha

F250GTO disse...

E o tolinho do Vitão acha que manutenção de Fusquinha de Stuttgard e tratorzinho de Sant'Agata é baratinho, baratinho...
Quanta inocencia...
Se Ferrari é mico, Lambo é King Kong...