segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

CORRA QUE AINDA DÁ TEMPO !

Se você tem 1,8 milhão de euros (cerca de R$ 5,6 milhões) ardendo no bolso da calça para comprar o superesportivo Bugatti Veyron, é bom se apressar, pois eles estão acabando. De acordo com o porta-voz do fabricante, Georges Keller, ainda restam 50 unidades do supercarro. Ainda segundo a marca, já foram fabricados e vendidos 250 exemplares do Veyron de um total de 300 unidades, a meta de produção para o modelo anunciada em 2005, durante seu lançamento.
No ano passado, foram entregues 73 veículos, incluindo as versões Pur Sang, Sang Noir e
Fbg par Hermés
Em julho de 2008, o presidente da Bugatti, Franz-Josef Paegfen revelou à revista holandesa AutoVisie, que o sucessor do Veyron será lançado em 2011 ou 2012 e que ele não será muito diferente do atual cupê, em termos de visual.
O novo superesportivo, segundo o executivo, deve seguir a tradição da marca e a empresa
não leva em conta um modelo de estilo radicalmente novo.
Em agosto, a Bugatti lançou a versão Gran Sport do Veyron, cuja principal característica é a configuração targa, em que o teto removível se encaixa entre a moldura do párabrisa e o arco posicionado atrás
dos encostos de cabeça dos bancos. A apresentação oficial do conversível
ocorreu no Concurso de Elegância de Pebble Beach, em Monterey, na Califórnia, Estados Unidos.
Ambas as configurações - cupê e conversível - são produzidas na fábrica da Bugatti, situada na cidade francesa de Molsheim, e trazem sob o capô um motor 8.0 litros quadriturbo de 16 cilindros em "W", capaz de desenvolver mais de 1.000 cavalos de potência, e levá-lo a velocidades acima de 400 km/h.
O desenvolvimento do Veyron consumiu seis anos de desenvolvimento e 2 bilhões de euros em custos, e serviu como demonstração suprema do ego de Ferdinand Piëch, neto de F. Porsche. Como ele foi o responsável pelo 917, nós o perdoamos.
(repordução- Carsale)

4 comentários:

PacMan disse...

Tá,tá,tá bom Vitão,manda um vermelho e um azul lá pra casa...O QUÊ?Não tem ?

Buonanno disse...

Imagine quanto valerá esse carro daqui a alguns anos.

Pé de Chumbo disse...

Vou quebrar meu porquinho pra ver quanto tem dentro, depois aviso, tá?

M disse...

Este carro é ridículo !
Coisa mais feia está para ser inventada.
Saia-e-blusa é de matar.
O focinho de Bugatti é o golpe de misericórdia.
O motor é interessante, mas o resto nem pagando.
Só serve mesmo para ostentação de milionário cafona.

Buonanno,
Acho que daqui a alguns anos, esta merda não vai valer nada.