sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

O SOM DO COMPARSAS - GRANDES ENCONTROS



Quando feras como BB King, Eric Clapton, Buddy Guy, Jeff Beck e Albert Collins se encontram cometem isso...uauuuuuuuuuuuu !!!

19 comentários:

Anônimo disse...

Primo, Isso foi o que eu quiz dizer com Eric Clapton e o cara.

jovino disse...

É Primo, desta fez você caprichou. Além das grandes feras do blues se juntou a eles o Jeff Beck que eu adoro.
Dois deles tive o prazer de ver shows ao vivo que foi o Eric Clapton e o Bb King, este, numa apresentação a uns 3 anos atrás no Pontão do Lago Sul aqui em Brasilia.
O disco que mais gosto do Jeff Beck é o Blow by Blow e o BB King tem um ao vivo num show em uma penitenciária que é du caral... O Buddy Guy, me parece, que ele teve projeção a partir de um encontro destes, pois antes, não era conhecido do grande público e o Albert Collins com sua guitarra estridente, me lembrando um pouco o grande Roy Buchanan.
Jovino

Primo disse...

Dizem as más linguas que o Jeff é tao grande guitarrista quanto mau carater...rsss
Mas que sabe tudo, isso sabe...

Jonny disse...

Os melhores discos do Jeff Beck, que eu tenho em vinil, são o Wired e Blow By Blow (cujas musicas foram usadas ad nauseum como trilha da novela das 22hs dos anos 70, "O REBU".) Depois ele fez o solo de People Get Ready, do Rod Stewart (outro fã de carros e futebol). Depois disso, não sei o que fizeram com a cabeça dele, mas ele só fez uma m**#@# depois da outra. Eu recomendo o Blow by Blow (pusta nome sugestivo) para incursões de prazer com as lindinhas de plantão, é tiro certo. Eu garantiiiiiiio!

Primo disse...

Nao sabe o q fizerem com a cabeça do rapaz?
Advinha...o cabra se empanturrou, e aí vieram Satriani, os Steves (Vai e Voughan)... vida q segue !

jovino disse...

A última vez que vi o Jeff Beck foi num video no You Tube em que ele toca com uma baixista de 18 anos, mas como a maioria dos grandes artistas, ainda vive do que fez no passado (vide Jonny Winter que está tocando em cadeira de rodas,mas continua na ativa).
O cara sempre foi doido de jogar pedra mesmo e chegava a destruir guitarra, amplificador, mas nada de market, como fez o Who, era piração mesmo.
Jonny, concordo com você, ele fez dois grandes discos, estes dois que você citou, mas tem um que gosto muito que é bem anterior a estes chamado Jeff Beck Truth (tenho o vinil) em que o seu vocalista era o Rod Stewart e o baixista o Ron Wood (guitarrista do Stones, os dois remanescentes do Faces e ele detona em Blues de Luxe do Rod Stewart.
O grande barato do Blow by Blow é o casamento pereito de sua guitarra e a bateria do Richard Baylei (não sei se escrevi certo). Agora, me lembrei do Lou Reed, que fez dois grandes discos, o Rock and Roll Animal e o Lou Reed Live, todos do mesmo show. Pura paulera.
Vocês ainda manteem os vinis? Eu já tive em torno de 2.000, mas hoje, depois de ser saqueado por meus sobrinhos, se tiver uns 400 é muito, mas só tem raridades.
Jovino
Obs: Como diz aqui no Goias, este comparsas do blog está ficando bom demais da conta sô, pois além de grandes conhecedores de automobilismo tem também grandes conhecedores de Rock and Roll.

vitão disse...

E de lindinhas também, Jovino. Gostamos de tudo o que é bom .

jovino disse...

Vitão, só das lindinhas, as feiinhas, eu dispenso.
Agora, cuidado, este "gostamos de tudo que é bom" é meio perigoso, pois o que é bom para uns não pode ser bom para outros!
Jovino

Helio Herbert disse...

Jovino tem um ditado que diz que não existe mulher feia...O que existe é pouco alcool no sangue...
E depois dos 50 anos nosso padrão de qualidade cai bastante,caso contrário,vamos levar uma vida de lobo mau...

Primo disse...

Jonny e Jovino, a massa crítica musical dos comparsas...sabem muito os cabras !!!

Jonny disse...

Realmente, Jovino.
Havia me esquecido do Truth, de linhagem também jazz-rock (pra quem não conhece o genero, ouçam Soft Machine, Passport, Return to Forever (do Chick Corea e do Stanley Clark), Jean-Luc Ponty e um monte de outros monstros).
E Primo, vulgo DesFaque, Jonny&Jovino dá uma bela dupla de country-folk-rock, do tipo Almondegas, do kleiton e Kledir.
Empresários, apresentem-se!!

Helio Herbert disse...

Grande Show com a dupla Jonny & Jovino em sua pré estreia será realizada no instituto Charcot com direito à camisa que amarra nas costas e grande quantidade de derivados etílicos...Não percam!!!

Primo disse...

Jonny & Jovino...beleza.
As backing vocais deixem por conta da familia...minhas primas estarão no palco com os cabras.

jovino disse...

Pois é Jonny, então vou começar a ensaiar um pouco Neil Young em Harvest e American Stars in Bar (bem country), colocar a minha camisa xadrez e em abril vou pintar aí num destes farneis para a gente começar o sucesso da dupla, mas vou levar a minha banda e vamos tocar um pouco de chuck Berry em Rota 66.
Mas se prepare, tem muito é rock and roll, veja o link abaixo.
Jovino
http://www.youtube.com/watch?v=e5J8fLwSJJw

Jonny disse...

Preciso contar um segredo, Jovino.
SOU BATERISTA nas horas vagas.
A banda chamava-se Drops e seus Dulcoras, depois virou Cadeira de Prais e com a chegada do novo guitarrista nos tornamos OS BROOKLINS. Tou parado há uns 2 anos, devido ao baixista ter virado pai depois de "velho". Osom é uma mistura de Stones, Doors e pitadas de progressivo. Vou ver se descolo uns tapes de 5 anos atrás pra postar.
E adoro Neil Young, biens sur. Sugar Mountain, Hey Hey, My my e Free World. Mas nada como o concerto No Nukes organizado pelo piradaão Jackson Browne.
YESSSS.
We are too ola do rock´n´roll, but we´re too young to die.
by Jethro Tull

abs comparsitos

Primo disse...

A ´questã´ da banda do Jonny é q ensaiam de mais e tocam de menos...e haja material etilico pra abastecer os ensaios...afeee

Primo disse...

Jovino e seus Chuckys, mandou bem...

jovino disse...

Hélio, então eu tô fodido, pois não bebo, por isto o meu padrão de exigibilidade é alto, mas no passado, caiu na rede era peixe.
Jonny, devagar e sempre, esta banda é a mais antiga de brasília em atividade e tem mais de 30 anos com a mesma formação. O segredo é tocar sem nenhum compromisso com nada, sem ilusão de que vai aparecer na mídia, fazer sucesso, é pura paixão mesmo.
Gosto muito do Neil Young, aliás dos 4 (Crosby, Still, Nash Young) ele foi o que conseguiu se destacar e marcou muito a minha vida com suas belas canções.
Jovino

Helio Herbert disse...

Grande Jovino lucidez também da barato...Agora a camisa que amarra atrás será necessária(Se é que me entende)...