quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

TELESP INFORMA

Reina Hardesty, uma garota de 13 anos da Califórnia, conseguiu a façanha de mandar 14.528 mensagens de texto – os famosos torpedos – pelo celular em um mês. Esse número significa “apenas” 485 mensagens por dia e com certeza deve entrar no livro de recordes do Guiness.
Seu pai, o desorientado Mister Hardesty, diz que riu ao ver os números, tendo a certeza que havia um erro da companhia telefônica. Não havia erro nenhum. Era a mais pura realidade.
Por sorte, o incrédulo dad tem um plano ilimitado de uso, pelo qual paga $30 por mês, caso contrário, pagaria aproximadamente $3000,00 pela façanha da menina-robô.
Perguntada por que tantas mensagens, a maluquete do celular disse que por conta do intervalo de inverno ela estava “entediada”.
(Reprodução New York Post - Dica do Mister M que gosta de mandar torpedos EM todo mundo)

11 comentários:

Pé de Chumbo disse...

Ah!
Se um dos meus moleques fizesse uma "brincadeirinha" dessas, iam precisar de um proctologista pra retirar o aparelho, voces sabem de onde...

Buonanno disse...

E agora, pensando cá com meus botões, estou chegando a conclusão que o mínimo que essa menina vai conseguir é um contrato de publicidade com a AT&T e vai virar "ídala" na escola.

Vai entneder.

Helio Herbert disse...

Não da para entender mesmo Buonanno,ontem mesmo começou aquela babaquisse do BBB com record de público,parece que em geral o ridículo acaba sendo valorizado nesse mundo .

SAHIB disse...

Vou contrata essa moçoila para fazer a peregrinação dos votos restantes do Saloma, falta pouco para o pódio...

Primo disse...

Ah, essas americanas...esse povo definitivamente tá num caminho sem volta.
Uma outra jovem do tio sam, de 21 anos está leiolando sua virgindade na internet, para custear sua formação universitária. Disse que tem propostas que passam do milhão de verdinhas. Questionada sobre o caso, informou que é só uma noite e tchau, sem compromisso, e que a irmão mais velha bancou a universidade com 3 meses fazendo programas...ou cobrava muito ou escola lá tá a preço de banana.

M disse...

O papai-banana, ao invés de rir e achar graça, deveria educar a folgadinha a vida. Para acabar rapidamente com o "tédio", ela poderia começar por arrumar a própria cama, limpar o quarto, ajudar nas tarefas domésticas e dedicar algumas horas por dia a um serviço comunitário. Mais algumas horas com a natação e na bicicleta não fariam nenhum mal. E para completar, um pouco de leitura, para ela aprender que existe muito mais coisas interessantes neste mundo, do que a merda de um telefone celular...

M disse...

Primo,
Isto não é prioridade americana !!!
Ande pelas ruas e veja ! Todo mundo só anda com o nariz enfiado nestas merdas.
A alienação coletiva é mundial !
Os FDP que inventaram esta porcaria deveriam ser fuzilados !

Helio Herbert disse...

E o pior é que talvez exista risco de radiação causada pelas baterias
o que a longo prazo causaria cançêr
é claro que ninguém pensa nisso agora...

M disse...

Já está provado que derretem o cérebro.
Mas as perdas serão insignificantes, porque já não há muito mais o que derreter...

Jackie disse...

Isso definitivamente é falta do que fazer !!!
Cadê a mãe dessa garota ??
Ai se fosse aqui em casa, sem chances !!

Primo disse...

Estatísticas publicadas hoje pela Anatel...temos 150.000.000 de celulares desde dezembro de 2008 !!!