quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

AO AMIGO BUONANNO...

Estava há muito tempo devendo esta foto ao amigo Buonanno, por duas razões: uma, as Ferrari 250 Testa Rossa alinhadas para mais um pega em Interlagos, em 1958, uma de suas paixões. A outra, ele mesmo conta....
(foto arq. P. Peralta)

32 comentários:

SAHIB disse...

Sei mas não conto...

F250GTO disse...

Tambem sei, mas vamos esperar que ele apareça e conte tudo...

PacMan disse...

DÃÃÃÃÃÃ???!!!!Ô meu,contaí...

M disse...

As lembranças do Buonanno !
Grid magro. Dá para identificar o Bino. Acho que a Maserati levou esta. VC sabe quem são os outros pilotos ?

Primo disse...

Grande Joca...lindo post !!!

Gilles 313 disse...

Calma pessoal.."esfriem" a cabeça..

Macarrão disse...

Eu também sei e sempre me emociono quando vejo esta foto.
Mas deixa o Tio Mi contar !

Helio Herbert disse...

Vai lá Tio MI,estamos aguardando,não demore para acabar com nossa curiosidade;Estou acostumado a falar com você todas as manhãs,o primeiro post do dia quase sempre é o seu ,está fazendo greve para aumentar o salário...

Pé de Chumbo disse...

Nesse tempo aí quem frequentava (e tirava fotos) Interlagos era meu pai. Eu tinha só seis anos de idade...

SAHIB disse...

caraca Macarão...fale com ele para contar logo! Peça para parar as reuniões e tecla pra nós...

Macarrão disse...

Sahib,troquei e-mails com o tio logo cedo e o avisei do post.

A história de como estas fotos foram achadas é interessante .

Um outro tio,Buonanno também, entrou no escritório de uma loja de automóveis de um amigo e esta foto e uma outra estavam enquadradas e penduradas na parede .
Surpreso pela coincidência acabou pedindo e ganhando os dois quadros de presente .

Acho que o tio está preparando o texto...

Buonanno disse...

Mestre Joca obrigado pela lembrança.

A Bongotti foi do meu pai e meus tios. Eles vieram de uma oficina de radiadores para essa fábrica que era, na época, a maior da América Latina.

Depois disso que o Macarrão - meu sobrinho e neto favorito do meu pai - contou, eu passei as fotos para o Peralta que junto com o Napoleão desvendaram a prova e o grid. É ele:

30/11/1958, preliminar do Torneiro Triangular Sul-americano que recebeu o nome de "Prova Prefeito Ademar de Barros".

Os carros são: 82 - José Gimenez Lopes - Ferrari 250 TR (4ºlugar) - 36 - Jean Louis Lacerda - Ferrari 750 Monza (2ºlugar) - 46 - Celso Lara Barberis - Ferrari 250 TR (5º/Abandonou) - 12 - Álvaro Varanda - Ferrari 250S (3ºlugar) e, na segunda fila - 9 - Christian Heins - Porsche 550RS (1ºlugar).

Essa foto saiu no livro chamado Autódromo de Interlagos do Sr. Paulo Scali.

Bons tempos da ponte velha em Interlagos...

M disse...

Buonano,
Para vc ver como faz tempo que a PORSCHE engole as rossas...

SAHIB disse...

Buonanno, Ricardo Achcar não levava o patrocínio da Bongotti?

Buonanno disse...

M, eu poderia ter omitido esse detalhe, mas fui honesto.

Sahib, sim, aquela história que está no Saloma do Blog contada por ele mesmo, aconteceu com um radiador Bongotti. O Camillo também. Na carretera e na Maserati da Mecânica Continental. Tenho foto do Celidônio com uma Maserati da Mecânica Continental onde aparece o logo Bongotti.

M disse...

Buonanno,
Eu sei que sua integridade não permitiria a omissão. E que por mais que possa doer, vc sabe reconhecer a supremacia tedesca...
Na foto, confundi o carro do Jean Louis. Esta Ferrari é linda, e ainda está no Brasil.

Buonanno disse...

M o grid estava magro mesmo, mas as "arquibancadas" cheias de gente. Na foto maior dá para ver bem.

Muit mais do que agora.

Mestre Joca disse...

Jisuis, que tempos !

Ferraris e Porsche fazendo a preliminar de uma prova de Mecânica Nacional, o tal Torneio Triangular Sul Americano.
A partir deste torneio os híbridos charutinhos passaria a adotar o nome que os consagrariam, Mecânica Continental.
E o resto é história...

911 Turbo disse...

Ué....4 jacatracas vs um fusquinha boxer 4 cilindros?????

E o Fusquinha ganhou????Não é possível,deve ser lenda...

Roberto Zullino disse...

o fusquinha fez história. foi correr no uruguai com o Heins e a equipe oficial sabotou o carro, puseram água na gasolina e só descobriram ao embarcar o carro de volta. os tedescos são fogo mesmo, são muito piadistas.
o carro foi trazido pelo Von Stuck, mas as más línguas dizem que teve uma volta para a alemanha e foi trocado, bobagem.
ficou abandonado na oficina do seu Chico na Afonso Brás e foi resgatado pelo Marivaldo e vendido para os Fittipaldis que fizeram o Fitti-Porsche.

SAHIB disse...

É a pura verdade, o que Zullino falou...e é por isso que o saloma do Blog está atrás do danado do Fitti. E já passamos por várias etapas e estamos quase lá...nos aguardem!

Roberto Zullino disse...

Um dia quando eu ainda corria de carro, agora só corro da "puliça" e de credores, dividíamos o box com a equipe do Gigante que corria com as Alfas amarelas, as de motores Novamotor.
O Darci, dentro daquela simplicidade que caracteriza os bons, me disse que conhecia o meu 550 spyder e que o tinha visto quando era menino e ajudante na oficina do seu Chico.
Na hora não atinei que ele se referia ao carro da foto que ficou jogado lá na oficina.
Pensei um pouco e falei que meu carro era uma réplica mais ou menos nova. Na hora ele lembrou que não podia ser mesmo, o que ele tinha visto tinha virado o Fitti-porsche, mas a aparência o traiu momentâneamente, pois ele foi trabalhar no seu Chico com quase 14 anos, muito tempo atrás.
Uma grande pessoa, corridas são assim mesmo, tem uns cascas de ferida metidos e que não andam nada e ainda colocam banca, mas a maioria é ótima.

Buonanno disse...

Zullino o seu Chico que você diz é o Chico Landi?

E uma RS Spyder original, se achar, deve valer, por baixo, $1.000.000,00 não?

Roberto Zullino disse...

Isso mesmo Buonanno, o seu Chico que tinha oficina na Rua Afonso Bras era o Landi.

Um 550 spyder com alguma história raspa no 1 milhão de verdinhas. Devem ter fabricado uns 60.

Buonanno disse...

Eu era bem menino e meu pai mandou fazer um kart para mim lá na Bongotti mesmo. Não me esqueço do banco estofado em vermelho feito alí num tapeceiro da Barra Funda mesmo. Era lindo!

Aí seu Chico foi lá na fábrica e meu pai falou para ele que precisava de um motor para o kart. Só que o tal do kart ficou pesadíssimo e seu Chico "recomendou" jogar tudo fora e comprar um kart mesmo. Meu pai para não dizer não, falou que ia ver, ia ver, ia ver, minha mãe deu o contra porque não queria eu correndo e no fim fiquei sem um nem o outro. Nunca mais esqueci...

Cuore Sportivo disse...

Pais que cortam o T dos filhos conheço bem. O máximo que consegui foi um capacete aos 15 anos...

Gilles 313 disse...

Eu sempre quismoto...só consegui "comprando" e depois dos 40....talvez tenhamos perdido um talento no kart né tio ? Já imaginaram o Buonanno na mesma turma do Emerson e cia ??? (brincadeirinha..vc é mais novo !)

Buonanno disse...

Gilles, com certeza, não daria em nada. Seria só uma curtição mesmo.

No máximo um chefe de equipe e olhe lá.

Speed disse...

Buonanno, chefe de equipe você foi, e dos bons! Destaco sua preocupação com as pessoas, a honestidade e a busca pelo apuro técnico. Pena que não era uma equipe de corrida. Mas foi uma equipe vencedora!

Buonanno disse...

Valeu Speed!

Nada como ter amigos comentando no blog. Assim vão pensar que sou eu mesmo escrevendo com outro nick. hahaha

Macarrão disse...

A definição do Tio Milton feita pelo Speed foi perfeita .

Ele é esse cara mesmo .

E essa histórinha do kart eu não lembrava .

Pelo vovô eu acho que o kart saía.......ehehehehehehe !

Buonanno disse...

Valeu Macarrão e Speed, mas vocês são muito suspeitos. Um é sobrinho e o outro é mais que um irmão.

O tal do kart ficou pronto. Tinha até freios, só não tinha motor. Eu andava com ele no pátio da fábrica