terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

O SOM DO COMPARSAS - GRANDES ENCONTROS



E grandes homenagens !!!
Billy Preston, Eric Clapton, Ringo Starr, Paul McCartney, Dhani Harrison e outros amigos de George Harrison, numa emocionante performance de "My Sweet Lord" no ´Concert for George´.
Alem de tudo, George era um grande fã de corridas. Deve tá fazendo mil e umas no Paraiso, com Elvis & Cia !!!

8 comentários:

Buonanno disse...

Já falei várias vezes isso e torno a falar: Tudo o que o Eric Clapton faz é bom. Esse show foi organizado por ele, que era muito amigo do Harrison.

O Billy Preston infelizmente já morreu.

Virgo disse...

E o Harrison foi o mais subestimado dos artistas conhecidos, porque teve o azar (ou sorte) de fazer parte da maior banda de todos os tempos, imprensado entre os dois monstros Lennon e McCartney. Quem o conheceu testemunha que era um cara simples, um músico por definição: o negócio dele era tocar, mesmo que não fosse ele o centro das atenções. A ainda assim, são dele as duas músicas dos Beatles que mais gosto: Something (esta talvez a música mais regravada do FAB 4) e Here comes the sun. Grande sujeito.

Primo disse...

Isso ai Virgo...grande George !!!

Eric disse...

meu xará é phoda....a melhor é "looking into my fathers eyes"....linda!!!

jonny disse...

A primeira vez que circulei pela Linha Verde (Salvador-Sergipe) fui conhecer o último reduto ripongo, Arembepe. Adivinhem qual era o som que tava tocando na radio baiana na hora que estacionei na aldeia?
Me senti de volta aos bons momentos dos anos 70 e passei uma prazeirosa tarde com os "habitantes" locais da aldeia..Deus, que larica rolou, hehehe
Dos Beatles, o George para mim sempre foi o melhor e influenciou muito os outros 3 com suas referencias indianas...

jovino disse...

Poxa, mas que saudades deu agora do George Harrison, acho que vou revirar os meus vinis para ver o que tenho dele ainda. Lembro-me que tenho um vinil dele triplo, não sei o nome, mas tenho também um que gosto muito The Best of George Harrison e George Harrison/Ravi Shankar Introduction, que apesar de ter gravado e tocado com este grande músico indiano, para mim, este negócio de Hare Hare foi o que complicou um pouco a carreira dele. Nunca vi um disco dele ruim, geralmente, sempre com canções muito bonitas e ele era grande amigo do Emerson Fittipaldi e chegava a ficar hospedado em sua casa quando vinha para o Brasil, e, se não me engano, chegou até a morar no Brasil por uns tempos e um grande apaixonado por automobilismo.
Jovino

jonny disse...

Jovino, o album triplo se chama "ALL THINGS MUST PASS", de onde foi que saiu esta obra-prima (na sua versão original) postada pelo Brimo. Curiosamente me lembro que este som foi acusado de plágio e não sei como terminou a história, mas acho que o George teve que pagar uma bufunfa tremenda.
De sua autoria tem alguns sucessos, com os Beatles ou alone: Here comes the sun e Something (do Abbey Road), While my guitar gentle weeps (e parece que o solo é do Eric Clapton) e a intodução da cítara em Norwegian Wood, do Rubber Soul.
Me lembro ainda de Give me Love (Give me peace on Earth) e de Dark Horses. Existe um livro dele MeMine que ele conta sua paixão pelo automobilismo e jardinagem. Também montou uma produtora e um dos filmes que ele produziu foi A VIDA DE BRIAN, DO mONTHY python. \
E antes de ser assassinado ele ormou o Travelling Willburys, com o Roy Orbison, Jeff Lyne (ELO), Tom Petty e acho que o Bob Dylan tb.
Ou seja, enquanto o bom menino Paul vendia suas músicas para o Michael Jackson, George estava muito além, já que nos anos 70 ele doou toda a arrecadção do Concert for Bangladesh para a UNICEF. George era o cara!!

Primo disse...

Quando ALL THINGS MUST PASS ganhou o disco de ouro e platina ele pendurou no banheiro. Disse que ali tinha tudo que tava preso e só conseguiu ´´soltar´´ quando gravou um disco solo.
Classudo como sempre foi, nao disse, mas pensou certamente...lá a dupla dominava...rsss.
Graaaande George !