segunda-feira, 2 de março de 2009

ACREDITE SE QUISER #1

Os ecochatos estão cada vez mais...chatos! Já existe gente no Canadá que por considerar a geladeira um gasto de energia inaceitável está decidindo viver sem ela. Certa funcionária de informática do governo canadense depois de muito pensar (?), resolveu, em conjunto com seu marido, abrir mão do eletrodoméstico. Até mesmo os aparelhos classificados como “Energy Star” foram considerados impróprios pelo casal. Para poderem se ver livres desse “mal”, eles calculam rigorosamente as compras e o armazenamento dos alimentos para que nada seja perdido. Além disso, possuem um pequeno congelador no porão, juntamente com um isopor na cozinha que é mantido frio com duas garrafas de refrigerante cheias de água congelada, que são levadas para o congelador quando começam a derreter. Prático, não? Ao ser entrevistado, o casal diz que está muito feliz e que o único senão dessa atitude é chegar do trabalho e não poder tomar uma cerveja gelada. Ambientalistas não tão radicais vêem essa medida como inócua, tendo em vista que o gasto de energia de uma geladeira média é de apenas 380 quilowatts/ano o que representa um custo de US$40 ou US$0,11 por dia. Vai ser ecológico lá longe.
(Reprodução The New York Times)

8 comentários:

Roberto Zullino disse...

Quanto besteirol, isso é coisa de gente ignorante. Aos que acham que o automóvel é um problema, devemos lembrar que Londres foi a cidade mais poluída do mundo na época das carroças. Tinha um milhão de habitantes e outro tanto de cavalos e jegues (autênticos e não imitações italianas). Era um horror, a cidade cheirava merda de cavalo em todo lugar.

M disse...

Pois eu apoio os canadenses !
Proponho inclusive ajudá-los nesta empreitada. Eles que se danem sem as geladeiras...

Buonanno disse...

Pensando bem, durante uns seis meses do ano acho que eles nem sentem falta de geladeira. Ou será que nesse período, eles usam a geladeira para aquecer o ambiente?

jovino disse...

Acho interessante gente rica brincar de ambientalistas. Querem uma realidade, venham morar lá no sertão seco do nordeste, onde não tem vegetação e lagartixa é disputada a tapa.
Jovino

vitão disse...

eles desistiram da geladeira porque ela era feita em Maranelo e vivia quebrando....
Agora , por não ter geladeira, o casalzinho idiota vai mais vezes ao supermercado para comprar alimentos, e precisam de mais viagens dos fornecedores para entregar alimentos frescos, que podiam ser guardados na geladeira. Quando pensamos que a civilização anda para a frente, sempre me aparece um idiota ....

F250GTO disse...

Nada disso Vitão!
Era feita em Santa'Agata com sucata de peças de trator.
Porisso trepidava muito (muitas vezes saía da cozinha e ia parar no quarto do casal) e era barulhenta, alem de consumir muita energia.
Bem feito, agora tomem cerveja quente. Merecem.

Buonanno disse...

E falando em sair do lugar, tivemos uma máquina de lavar aqui em casa que era assim. As vezes eu achava que, ou colocávamos uma extensão, ou ela desligaria da tomada de tanto que ela andava. hahahaha

vitão disse...

250 GTO, tem razão ! a gente rejeitava as peças mas o pessoal de Maranelo insitia em usar assim mesmo; isso segundo as fontes secretas e seguras de outro blogueiro hahahahhaahhhhhua .