segunda-feira, 16 de março de 2009

JÓIAS DO JOVINO....

O amigo blogueiro Jovino Benevenutto, nosso garimpador-mor das coisas do Planalto, tem ou já teve algumas pérolas motorizadas.
Uma delas foi o Simca-Tufão 65, equipado com um motor Opala (que pecado, Jovino...), que andou barbarizando pelas avenidas da Capital Federal antes que a praga de radares houvesse infestado aquela cidade.
Gozado é que muito anos antes de conhecer o homem, vi um carro muito similar a este nas ruas de Belém do Pará.
Mas, conta aí, Jovino
(foto arq. Jovino)

9 comentários:

SALOMA disse...

Joca, essa sua Belém nos dá arrepio. Primeiro a história do Opala do Ciro, depois se não me engano teve o Fitti V que foi parar por lá, vindo do Rio e agora essa Simca...aí meu Deus! Conta logo Jovino...ei acabei de me lembrar de outra Simca pilotada por um cabra comparsa em prova no Planalto, mas não estou conseguindo me lembrar. Joca vc pode ajudar?

Pé de Chumbo disse...

Quando molecão, eu tinha um amigo que tinha uma Simca, ele disse que tinha colocado um motor de F-600.
Não sei se é verdade ou mentira, mas o carro era um foguete...

Jovino disse...

Caramba, que saudades que dá do meu Simcão.Pois é, Joaquim, esta foto é na 304 norte onde morei durante uns 15 anos e depois comprei o apt quando o governo vendeu os imóveis funcionais.
Este Simca tufão 65 só me deu alegrias. Quando o comprei (por volta de 79) era zinza escuro e tinha a mecânica original, mas em péssimo estado. Aí coloquei o motor do opala 250s com diferencial do Dodge, rodas gaúchas, volante de madeira, bancos procar preto (era o melhor da época)e o pintei de preto cadilaque com aquela faixa dourada.
O bichinho andava e andava muito, mas quando passava dos 160 km, para parar a máquina era complicado. Cheguei até a comprar um alfa num ferro velho (era o único na época que tinha disco nas 4 rodas) para colocar no simca, mas ficou só no projeto.
Se eu fosse contar as aventuras com ele pelas ruas de Brasília ao som de muito rock and roll, dava para escrever uns bons capítulos, mas assustava quem tentava alinhar comigo, principalmente, subindo para a cidade satélite de sobradinho. Ele subia com muita força e eu só via os carros saírem da frente para dar passagem para ele e tinha muito presença, pois chamava muito a atenção de todos. Imagina este carro hoje! Aliás, fiz descarga dimensionada 6/2 e saía um cano para cada lado, como no original, mas só que direto e tinha um som muito bonito. Posteriormente, comprei comando brabo e carburador da Stock braziliense de um piloto amigo.
Realmente, nesta época, não tinha fiscalização alguma e apesar da polícia correr atrás da gente algumas pouquíssimas vezes, nunca tive problemas. Hoje, Brasília, pelo que já ouvi, tem mais radares eletrônicos do que o estado de São Paulo e ainda cassam a carteira. O Ricardo Nhen Nhen Nhen (amigo do Piquet e que morreu de choque anafilático em sua chácara quando recebeu picadas de marimbondos) era quem mexia nele para mim e dava um bom trato no motor, pois o cara,além de ótimo piloto, era ótimo mecânico.
Eu vendi este carro para um colega de Brasília e depois fiquei sabendo que ele foi vendido para Belém do Pará.
Se eu tivesse um pouco de paciência, poderia ter colocado motor do dodge (seria o ideal por causa da origem), mas eu não me arrependi de colocar o motor do opala, pois se adaptou muito bem.
Acho que fiz as coisas erradas e certas na hora certa, porque hoje, seria impossível, só em autódromos.
Jovino

jonny disse...

Acho que o Marcelo Nova , do Camisa de Venus se inspirou nesse clássico do Jovino para fazer aquele rock.

Jovino disse...

Saloma, pelo que eu saiba, quem correu aqui em Brasília de Simca foi o ênio Garcia, mas não tenho certeza,pois foi bem antes de 67 quando comecei a acompanhar corridas de rua aqui.
Jonny, quando o marcelo nova compôs esta música Simca Chamboard e apareceu um clip no Fantástico, aí que o meu Simca fez mais sucesso ainda.
O Marcelo Nova conheceu este Simca num show que eles fizeram aqui na época em um Circo que o GDF montou por algum tempo para shows. Acho, que um membro de sua equipe viu o carro estacionado e mostrou para ele.
jovino

jonny disse...

Tou falando...EU JÁ SABIIIIIIIAAA!!
hehehe

Jovino disse...

Jonny, só esclarecendo, ele conheceu o meu SImca depois de ter composto a música, portanto, infelizmente, não foi nela que ele se inspirou.
Jovino

SALOMA disse...

Caramba Jovino que relato, mas a história do Simca ainda não é essa...vamos aguardar que o comparsa se manifeste! he...he...

Jovino disse...

Saloma, mas quem é o comparsa? E qual história é esta? Tô curioso.
Jovino