quinta-feira, 23 de abril de 2009

SERVIÇÃO DOS COMPARSAS...

APBS Informa: Saiba onde foi fabricado qualquer produto

É interessante verificar que os produtos com dois dígitos são oriundos de países de fiscalização mais rigorosa em termos de artigos exportados. Os países da América do Sul estão registrados com a numeração na centena dos setecentos.
Pelos 3 primeiros dígitos do código de barras dá para saber onde foi fabricado qualquer produto. Se desconfiar que um produto é chinês e lá no rótulo diz que é alemão, é só conferir:

Made in Brasil: 789
Made in China: 690, 691 e 692
Made in Taiwan: 471

00-13: USA & Canada
20-29: In-Store Functions
30-37: France
40-44: Germany
45: Japan (also 49)
46: Russian Federation
471: Taiwan
474: Estonia
475: Latvia
477: Lithuania
479: Sri Lanka
480: Philippines
482: Ukraine
484: Moldova
485: Armenia
486: Georgia
487: Kazakhstan
489: Hong Kong
49: Japan (JAN-13)
50: United Kingdom
520: Greece
528: Lebanon
529: Cyprus
531: Macedonia
535: Malta
539: Ireland
54: Belgium & Luxembourg
560: Portugal
569: Iceland
57: Denmark
590: Poland
594: Romania
599: Hungary
600 & 601: South Africa
609: Mauritius
611: Morocco
613: Algeria
619: Tunisia
622: Egypt
625: Jordan
626: Iran
64: Finland
690-692: China
70: Norway
729: Israel
73: Sweden
740: Guatemala
741: El Salvador
742: Honduras
743: Nicaragua
744: Costa Rica
746: Dominican Republic
750: Mexico
759: Venezuela
76: Switzerland
770: Colombia
773: Uruguay
775: Peru
777: Bolivia
779: Argentina
780: Chile
784: Paraguay
785: Peru
786: Ecuador
789: Brazil
80 - 83: Italy
84: Spain
850: Cuba
858: Slovakia
859: Czech Republic
860: Yugoslavia
869: Turkey
87: Netherlands
880: South Korea
885: Thailand
888: Singapore
890: India
893: Vietnam
899: Indonesia
90 & 91: Austria
93: Australia
94: New Zealand
955: Malaysia

977: International Standard Serial Number for Periodicals (ISSN) 978: International Standard Book Numbering (ISBN)
979: International Standard Music Number (ISMN)
980: Refund receipts
981 & 982: Common Currency Coupons
99: Coupons

(reprodução/dica de "M")

5 comentários:

regi nat rock disse...

Os futurólogos afirmam que, em algum momento, lá pra frente, qualquer criança que nascer, receberá uma identificação em código de barras, indelével que será sua identificação pro bem ou pro mal. Passou num leitor , tá registrado.
Aí quero ver o que os "lindinhos & Lindinhas" se explicando pros respectivos comparsas.
Orwell não tinha idéia de até onde somos capazes de ir.

roberto zullino disse...

Na realidade, isso que dizia eram os futurólogos do passado, seria a chamada "marca da besta", a marca do "dimônio".
Vira e mexe vejo pessoas até inteligentes e preparadas defendendo o tal documento único, uma enorme idiotice.
Isso é uma aberração que retira a possibilidade de defesa do cidadão perante o estado.
O documento único foi desfenestrado no Parlamento Europeu em Bruxelas por essa razão, além do fato dos europeus serem muito influenciados por Nostradamus e sua "marca da besta".
Os seres pensantes tem que se insurgir contra esses mecanismos traiçoeiros de controle dos cidadãos pelo estado.
Quem faz tatuagem não pensa nisso também, se torna muito mais facilmente identificável, apesar da maioria achar que fazer tatuagem é um ato de liberação.

regi nat rock disse...

Bem, Zulino; eu sou visceralmente contra também, mas não vejo com otimismo a impossibilidade.
Não vislumbro outro meio de controle da população cada vez maior, mais agressiva e incontrolável. Por aqui, bem devagarzinho, o CPF vai substituindo a maioria dos documentos. Em qualquer lugar te pedem o CPF e vem todo seu histórico e em alguns casos, até sua vida financeira, incluidos os cartões de crédito. Sigilo bancário ...puiffff Enquanto eu puder, recuso dar meu número. Isso também não é uma forma de unificar e identificar com precisão a população? Nos USA tem o famigerado n. do seguro social.Na Europa, o bom senso prevaleceu. Resta saber por quanto tempo conseguirão mante-lo.
De qualquer forma, não estaremos por aqui pra ver uma aberração dessas se materializar.
E com o descrédito cada vez maior das religiões enquanto "depositárias da verdade" o ranço da "marca da besta" vai caindo no esquecimento.
É coisa pra uns 2 séculos ainda, isto é, se as predições de Nostradamus estiverem erradas....

Pé de Chumbo disse...

Assistí um filme, uns dias atrás, que o sujeito tinha um código de barras estampado na nuca...

O governo já pensou em criar um tal de Cadastro Único (C.U.)...
Aí, se o guarda te parar, basta vc mostrar o C.U. pra ele, que lá terá todos os dados...

Também fica mais fácil fazer crediario, o funcionario te pede o C.U., vc dá e pronto: Financiamento aprovado!

jonny disse...

agora vou dormir bem maistranquilo