terça-feira, 2 de junho de 2009

GM ESTRÉIA AMANHÃ COMERCIAL EXPLICANDO CONCORDATA

A General Motors vai estrear amanhã na TV dos EUA um comercial para explicar ao consumidor americano o que é a 'nova GM', isto é, a companhia passando pela reestruturaçao através da concordada pedida ontem. O filme criado pela Deutsch, do grupo Interpublic, já está na web - foi publicado no YouTube, Facebook e outros. Segundo noticia do Ad Age, a peça de 60 segundos é recheada de clichê - "nao estamos testemunhando o fim do carro americano; estamos testemunhando o renascimento do carro americano", diz o texto. No pedido de concordata, a GM cita os grupos Publicis e Interpublic, e suas agências, como credores, aos quais deve coletivamente cerca de USD 170 milhoes. Veja o filme abaixo ou veja no site criado pela GM. http://www.gmreinvention.com/Com informações do BlueBus.

3 comentários:

Primo disse...

Leite derramado...enfim !

roberto zullino disse...

Vai quebrar do mesmo jeito, mas antes vão gastar a grana da americanada. GM não tem como se arrumar, é composta por arrogantes e executivos focados em mordomias e salários, trabalhar nem pensar. Uma estatal das piores. Por mim tacava fogo que saia mais barato e melhor.

jonny disse...

A General Motors (GM) afirmou nesta quinta-feira (04) que pode sair do processo de concordata dentro de apenas 60 dias.

A empresa apresentou o pedido de concordata na segunda-feira (01º) à Justiça de Nova York.

"Francamente, da forma como as coisas estão indo, nós gostaríamos de sair da concordata em 60 dias", afirmou o diretor financeiro Ray Young.

A GM já fechou acordos para a venda de sua subsidiária europeia Opel e do jipe Hummer. A empresa também negocia a venda das marcas Saab e Saturn, que não farão parte da nova companhia.

Young afirmou que a GM considera vender também a marca Pontiac, contrariando depoimentos anteriores de que a montadora só eliminaria marcas de forma lenta e gradual.

No Brasil, a GM garante que manterá os investimentos, leia aqui.

Com informações do Portal Exame, leia na íntegra aqui.