sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

A MAROLINHA TÁ BRABA !



Deu no AutoNotícias: "Para quem deve e precisa de bilhões de dólares, não deve fazer diferença, mas o significado simbólico é importante: a General Motors anunciou que irá vender alguns carros de seu acervo histórico, hoje reunido em Detroit no GM Heritage Center.
Os itens mais importantes serão preservados – em linhas gerais, a empresa venderá todos os carros que considera possível readquirir no futuro, quando (e se) a siituação melhorar. Não serão vendidos os protótipos e exemplares únicos.
A relação dos carros à venda se concentra principalmente nas décadas de 1990 e 2000, mas inclui um Oldsmobile Touring Runabout de 1904. O leilão ocorrerá entre 13 e 19 de janeiro, em Scottsdale, estado do Arizona, promovido pela casa Barrett Jackson.
O Heritage Center não é aberto ao público."
Parece que vão leiloar inclusive o Oldsmobile Aerotech (foto 4; vem depois da 3 e antes da 5 que não coube no post) que pilotado por A. J. Foyt , alcançou 413,78 km/h no oval de Michigan. Quanto ao Belair conversível preto, o comparsa Pacman já tá abrindo o porquinho pra dar lance....
(reprodução)

3 comentários:

PacMan disse...

Que tristeza !! Num museu você tem acesso permanente para apreciar tais belezas.O leilão vai certamente fazer a felicidade de alguém,infelizmente não eu,mas acarretará o "desaparecimento" desse 55,da maravilhosa Nomad 57 ao seu lado, e tantas outras raridades.Pena...
O que deveria acontecer era deixar "quebrar", as três montadoras, para que as mesmas voltassem depois, livres de todos os fardos sindicais impostos ao longo dos anos pela UAW e outras.O "pobrema" é sério....

Buonanno disse...

Parece mentira que estamos vendo aquela que já foi a maior empresa do mundo nessa situação. Realmente vender esses carros é um pecado. Hoje, finalmente, foram liberados $17 bilhões de dólares para a GM e a Crysler. Não sei se vai adiantar, mas de qualquer maneira elas têm até março para se recuperarem. Caso contrário, deverão devolver o dinheiro imediatamente e solicitar concordata.

Yatyr disse...

Sem dúvida, essa é uma notícia muito triste. Espero que os compradores tenham muito cuidado com tais raridades. Por outro lado, as montadoras americanas precisam se mexer. Lee Iacocca, o gênio que a Ford desperdiçou, levantou a Chrysler nos anos 80, após o primeiro choque do petróleo, quando as montadoras japonesas já ameaçavam o mercado americano. Esqueceram aquela lição? É inacreditável que estejam passando pelo mesmo problema novamente!