sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

ONDE TUDO COMEÇOU !



No post abaixo temos a reedição de um carro de 6 rodas, e agora mostramos onde tudo começou. Tio Ken queria um carro com maior eficiência aerodinâmica, e construiu o P-34. Parece que o problema foi o desenvolvimento da goma, porque o carro saia muito de frente e a Goodyear não queria gastar recursos para apenas um cliente.
O mestre Kitfox, que conhece tudo e mais um pouco da F-1 vai debulhar o assunto a seguir.
(reprodução)

3 comentários:

kitfox disse...

Vitão, meu querido amigo, aí é que você se engana. manjo muito pouco de F-Um, meu negócio é Turismo e sport-protótipos, mas vamos lá:
Esta encrenca é projeto do Derek Gardner, acho que de 1976 salvo engano, de uma idéia do Ken Tyrrel. O grande gancho, como vc já adiantou, eram as rodinhas de 10 polegadas montadas em pneus especiais Good-Year. Quando lançado em 76, todo mundo pensou tratar-se de uma jogada publicitária, mas o espanto maior era que as quatro rodinhas na dianteira viraram normalmente devido a um complexo sistema de direção.
Estreou no GP da Espanha, com o Patrick Depailler que pilotou o carro este ano junto com o Jody Scheckter. O grande momento do carro foi no GP da Suécia quando Scheckter e Depailler fizeram respectivamente primeiro e segundo lugares. No ano seguinte Ronnie Peterson juntou-se à equipe, com a saída de Scheckter. Com o desinteresse da GoodYear em desenvolver um composto especial para as rodas de 10 polegadas, o carro seguinte, o P-34B, não era tão competitivo quanto ao anterior e os resultados foram escassos. O projeto P-34 foi então abandonado em 1978, mas de todos os construtores que apresentaram carros de seis rodas (March, Ferrari, Williams...) o Tyrrel foi o único que foi às pistas e com sucesso.

Isso aí, a turma completa o resto...

Grande abraço,

vitão disse...

Viu só ? e o comparsa ainda diz que sabe pouco....

regi nat rock disse...

Realmente quando o carro foi pra pista e começou a incomodar foi um assombro.Lembro de uma corrida em Monaco, onde o povo ficava olhando de boca aberta aquelas rodinhas de kart (pelo diametro é claro) e não acreditavam vendo as 4 bailarem com perfeição a cada tocada de volante. Eu também fiquei maravilhado pois a quanidade de problemas técnicos de um F1 já é um assombro, imaginem com duas rodas a mais,e as da frente ainda por cima !.
Numa entrevista perguntaram pro Wilsinho o que ele achava da idéia e ele "errr (aquele jeitão todo travado pra dar entrevista né) olha, por enquanto não acho nada. Se o projeto for viável e como por aqui todo mundo copia todo mundo, não vou estranhar se no ano que vem tiver F1 com 8 rodas".
Realmente foi revolucionario, andava pra xuxú e quem viu ao vivo, viu. Quem não, tem a sorte do Tube pra perceber que não cometemos exageros qdo falamos de certas proezas...