quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

O SOM DO COMPARSAS - THE CLASH



O CLASH seria o último puro-sangue ?
Aqui ao vivo na terra do sol nascente, o clássico LONDON CALLING.
Comparsas, digam aí...quem é quem no rock´n´roll...?
Isso será ótimo de ouvir !!!

16 comentários:

jovino disse...

thstiConfesso que quando surgiu o movimento Punk eu não gostava nem um pouco, pois acostumado a ouvir grandes bandas de rock que primavam por sons elaborados com grande perfomáticos, mas quando comecei a conviver com o pessoal do movimento aqui em Brasília, alguns amigos, como o Loro Jones, Ex-Capital e o Negrete, ex-Legião urbana e o Renato que conheci depois e que comandava todos e uma legião de gente que os seguiam por todo canto onde tocavam. Então, estas bandas, na época XXX (capital inicial depois), escola de escândalos, Plebe Rude, Aborto Elétrico (depois Legião Urbana), entre tantas outras que tomavam qualquer canto para fazer barulho com aquele visual extravagante, comecei a entender o movimento e o som que eles tiravam. Depois todos já sabem do sucesso que eles alcançaram.
Mas era difícil gostar de rock com duas notas só, sem solo e um ritmo alucinante, mas eles eram bem irreverentes e tinham uma mensagem muito forte e de todas as bandas que surgiram na onda do Punk Rock, o The Clash, para mim, foi uma das melhores bandas que surgiram naquela época.
Jovino

Primo disse...

Mudanças sempre tem essa estranheza inicial mesmo, eu tb...mas o Clash foi a banda que me despertou para essa novidade.
Depois deles, acho q nada de muito novo rolou no velho e bom rock´n´roll.

Helio Herbert disse...

Se o Guns in Rose for dessa época para mim foi o melhor...não lembro direito quando surgiu o Guns,mas é duca...

Jonny disse...

Lembro que qdo estudava Desenho Industrial no Mackenzie no inicio dos 80, um calouro doidinho me apresentou o album triplo deles, SANDINISTA. Bicho, foi dificil tirar aquilo do meu Garrard Gradiente, nunca tinha ouvido nada igual
Rock the Casbah era hit nas festas que eu discotecava...
No penultimo James Bond,London Calling toca enquanto ele aterrisa de parapente, pra depois ter uma aula de esgrima com a Madonna. Amazing!

Buonanno disse...

Em minha opinião, Eric Clapton é o cara.

Gilles 313 disse...

Arrisco dizer que o som The Clash ainda soa atual (faz parte da trilha sonora de filmes de James Bond - Um novo dia para morrer) e mesmo não sendo fã de carteirinha do movimento punk ele produziu coisas muito boas, tipo My Way com Sex Pistols, pavimentando o caminho para a new wave(movimento seguinte) de Gary Numam, B-52´s, Duran Duran, Simple Minds, etc.,e o movimento gótico de The Mission e Sisters of Mercy (imperdíveis) revigorando o rock que aliás,nunca morreu. Agora é sempre prazeiroso ouvir Beatles,Stones, Elvis,Yes, Genesis,The Who,Supertramp, Deep Purple,Eric Clapton,e ainda os pesados Metallica e Iron Maiden, todas as vertentes rockeiras da qual sou fã de carteirinha.

jovino disse...

Buonanno, Eric Clapton é uma outra cultura, outro movimento, outro estilo, outra época. Acho o Clapton o Deus da guitarra e está num nível infinitamente acima do pessoal do punk.
O Guns and Roses, acho que é bem depois do Punk Rock ou New Wave, mas também, é um outro estilo, outras influências, mas para o pessoal do rock setentista e gostava muito do guitarrista Slad.
Eu gosto muito do Jonny Winter, um guitarrista albino que toca muito, mais para blues, The Cream (antiga banda do Eric Clapton), Humble Pie, uma banda mais pesada, Thim Lizzy, Focus,Hendrix, Robin Trower,Jeff Beck, só para citar as que estou lembrando agora.
Jovino

PacMan disse...

Jovino,
Concordo com sua opinião ,totalmente.Mas só a primeira!!! Duas notas,ritmo alucinante,sem solo...Voce evoluiu,aprendeu a gostar.EU , parei."Num góhto nã..."
Não sou nenhum expert em rock n'roll como voce e o Primo,longe de mim,curto musica como leigo,maaaas...Punk eu passo!

PacMan disse...

Ah! Esqueci de incluir o Gilles no time dos experts em rock,perdoem-me.Considere-se incluído 313.
Abraços a todos

Buonanno disse...

Nessa estou com o PacMan. Também não me comparo em conhecimento a Jovino, Primo e Gilles. E também não gosto de punk, não.

jovino disse...

Veja bem pessoal, é que eu passei a entender o que era o movimento Punk a partir de quando me envolvi com o pessoal, geralmente, filhos de diplomatas aqui de brasília que tinham fácil acesso à informações e íam com frequência a Inglaterra assistir aos shows e trazia o que tinha de mais novo por lá. Citei a banda The Clash como uma das melhores que eu vi, mas, de longe não é o estilo que eu gosto, que são estas bandas do final da década de sessenta e início de 70. Me parece que aí, aconteceram tudo, em termos de música, em movimentos sociais, em termos de automobilismo que tanto amamos e o resto é consequência de tudo isto que nós cinquentões tivemos o prazer de viver.
Jovino

regi nat rock disse...

Não sendo pagode, neo-sertanejo, rap e assemelhados, ouço tudo com batida roqueira. Estou longe de ser especialista e identificar bandas, musicos, vocalistas etc... (salvo Beatles e Iron Maydem) mas, e daí? o que vale é o som e nesse jamais irá morrer.

jovino disse...

Reginaldo, assino embaixo do que você escreveu. Aliás, o Iron Maydem vem tocar em Brasília agora em janeiro e se não for num lugar muito cheio, tô lá para assistir, com a formação original.
Jovino

Primo disse...

Ver o velho, bom e eterno rock´n´roll despertando as mais variadas paixoes é duca...e o SOM DO COMPARSAS vai na bala...aguardem !
E haja polêmica...muito bom !

F250GTO disse...

Tambem não sou um expert e tirando tambem "aquelas coisas" que o Regi citou ouço um pouco de tudo, principalmente o Rock Classico, desde Chuck Berry, Elvis, Beatles, Stones, Dire Straits, Creedence, Clapton, Yes e outros bichos...

jovino disse...

Mas eu também não sou nenhum expert, apenas gosto de Rock and Roll.
Jovino